Descubra como alinhar os chakras: um guia para o equilíbrio do corpo e da mente

6 minutos para ler

Equilíbrio entre o corpo e a mente? Será que é possível fazer isso com as nossas energias? A resposta, de acordo com os hindus, é sim! Para isso você precisa descobrir como alinhar os chakras, e neste guia te contamos exatamente como isso funciona.

Afinal, o que são os chakras

Existem milhares de chakras espalhados pelo corpo, cada um com uma função específica, mas somente 7 são considerados os principais.

Os chakras são entendidos como pontos de energia distribuídos pelo corpo. A origem dessa definição vem de escrituras sagradas do hinduísmo, que dizem que nosso corpo possui 7 pontos ligados aos nossos órgãos e também sentimentos.

De acordo com os próprios hindus, o desalinhamento dos chakras são os responsáveis por situações desconfortáveis no dia a dia, como: não conseguir falar algo a alguém; quando um relacionamento se encerra e uma dor no coração surge; ou até mesmo quando uma ideia que parecia genial não consegue ser tirada do papel. Os chakras refletem no físico o que está ocorrendo no emocional, por isso encontrar o equilíbrio entre eles é fundamental para o bem-estar do corpo e da alma!

Nas antigas escrituras hindus é possível perceber que os chakras estão diretamente ligados à trajetória de um ser humano na Terra. Isso significa que a cada ciclo da vida, geralmente de 7 em 7 anos (a cada setênio), o indivíduo possui uma relação direta com determinado chakra.

Nos 7 primeiros setênios de vida de uma pessoa é completado um ciclo de vivência com cada chakra. Depois de experimentar cada um, nas diferentes fases da vida, a pessoa vive um segundo ciclo com todos os chakras. A cada setênio do novo ciclo experiências no mesmo campo energético ocorrem, como no ciclo anterior, porém com olhares distintos e maduros.

As pessoas que vivem além dos 100 anos, podem inclusive experimentar um terceiro ciclo de chakras.

Os sete chakras

Básico (Muladhara)

Elemento: terra.

Cor: vermelho.

Onde se localiza: na região do períneo, entre o ânus e genitais, ele é responsável pela manutenção da vitalidade, disposição e conexão com o mundo material.

Ligado a: sobrevivência, falta de ânimo ou excesso de apego ao mundo material.

Setênio: de 0 a 6 anos de idade.

Quando está desalinhado: pode causar alienação, falta de ânimo ou excesso de apego ao mundo material.

Sacro (Svadhisthana)

Elemento: água.

Cor: laranja.

Onde se localiza: na região pubiana e é responsável pela manutenção de nosso sistema reprodutor.

Ligado ao: poder sobre a fertilidade, os impulsos sexuais e também sobre nossa capacidade criativa.

Setênio: de 7 a 13 anos de idade.

Quando está desalinhado: se relacionar e se abrir para o outro se torna um tema desafiante.

Umbilical (Manipura)

Elemento: fogo.

Cor: amarelo.

Onde se localiza: a três centímetros do umbigo e está intimamente ligado ao sistema digestório, em especial ao pâncreas.

Ligado a: energia do poder pessoal, da comunicação entre mente e corpo físico.

Setênio: de 14 a 20 anos de idade.

Quando está desalinhado: pode tornar a pessoa narcisista ou, ao contrário, muito insegura.

Cardíaco (Anahata)

Elemento: ar.

Cor: verde.

Onde se localiza: no coração e é responsável por fornecer energia ao sistema circulatório e cardiorrespiratório.

Ligado ao: função de reger relações afetivas e sentimentos.

Setênio: de 21 a 27 anos de idade.

Quando está desalinhado: pode causar tanto problemas emocionais quanto cardíacos ou imunológicos. Alegria fortalece o chakra cardíaco.

Laríngeo (Vishuddha)

Elemento: éter.

Cor: azul celeste.

Onde se localiza: fica próximo à garganta e comanda as funções da tireóide.

Ligado a: nossa capacidade de expressão, corporal e verbal.

Setênio: de 28 a 34 anos de idade.

Quando está desalinhado: pode gerar dificuldade na comunicação, insegurança ou problemas na faringe, laringe e nos demais componentes da região.

Frontal (Ajna)

Elemento: éter.

Cor: azul índigo.

Onde se localiza: na parte superior do rosto e é responsável pelo sistema nervoso e está relacionado também à visão.

Ligado ao: conhecimento, tem a ver tanto com a nossa capacidade de enxergar o mundo material quanto com a intuição e o sentimento.

Setênio: de 35 a 41 anos de idade.

Quando está desalinhado: faz com que a pessoa seja extremamente racional, cartesiana e necessite de comprovação e embasamento científico para tudo.

Coronário (Sahasrara)

Elemento: não possui.

Cor: violeta.

Onde se localiza: está no topo da cabeça.

Ligado a: nossa conexão com o mundo espiritual, com as energias do universo e também com o cérebro e a consciência.

Setênio: de 41 a 48 anos de idade.

Quando está desalinhado: a pessoa simplesmente vive fora desta realidade.

Como alinhar os chakras

Básico (Muladhara)

Não é fácil, porém deve-se focar na força de vontade, se conectar mais com a terra, usar cores mais escuras e avermelhadas, e também trabalhar os medos internos, só ou com terapia.

Sacro (Svadhisthana)

Alinhar este chakra é olhar para si e compreender suas próprias vontades e saber se perdoar. No campo sexual, conhecer o próprio corpo é a principal ação. Se conecte com a água e use roupas e acessórios nas cores alaranjadas.

Umbilical (Manipura)

Assim como o chakra Básico, alinhar o chakra Umbilical é trabalhar a força de vontade e a autoaceitação. Caminhar no sol, repor a vitamina D, e usar tons amarelados no vestuário é um caminho.

Cardíaco (Anahata)

Perdoar o passado é o ponto de partida para alinhar o chakra Cardíaco. Sentir culpa e raiva desalinha este chakra. Meditar com foco na sua respiração, mentalizando o perdão, trabalhar o amor próprio e usar peças na cor verde vão ajudar.

Laríngeo (Vishuddha)

É difícil falar o que pensamos, por isso, uma forma de alinhar o Laríngeo é organizar as ideias em um papel antes de falar e agir sobre elas. Roupas em azul celeste também ajudam.

Frontal (Ajna)

O chakra Frontal está ligado à intuição. Por isso, trabalhe a sua mediunidade, medite e foque em olhar imagens que te tragam a sensação de paz. O azul celeste é a cor certa para investir na hora de pensar no vestuário e acessórios.

Coronário (Sahasrara)

Para alinhar este chakra é preciso se ligar mais com a espiritualidade e praticar o desapego material. Procure consumir vitamina B e praticar exercícios físicos para liberar serotonina, hormônio ligado à glândula pineal. Violeta é a cor deste chakra.

E aí, agora que já sabe como equilibrar as energias do seu corpo e da sua mente, que tal aprender mais sobre a cultura indiana?! Clique aqui para chegar até o nosso perfil no Instagram, ou busque por @CasaDaIndia por lá, e descubra curiosidades fascinantes sobre a Índia.

Você também pode gostar

Deixe um comentário