Você sabe como ativar os chakras? Aprenda aqui!

6 minutos para ler

Se você busca equilíbrio e saúde na vida, deve entender como ativar os chakras e por que tê-los desequilibrados afeta nosso bem-estar. Quando falamos em chakras, nos referimos às energias que se movem dentro de nós.

Tudo ao nosso redor é energia e, claro, nosso corpo não é exceção. Quando estão bloqueados ou hiperativos, provocam um desarmonia no organismo, resultando em cansaço extremo ou problemas na saúde física e mental. O desequilíbrio de um altera o de outros também.

Já o alinhamento dos chakras tende a propiciar alegria, vitalidade, serenidade e aumento da clarividência. Em outras palavras, há estabilização do estado físico e psicológico. Temos sete principais, distribuídos em diversos pontos do corpo: quatro estão na parte superior e governam nossas propriedades mentais e três, na parte inferior, e guiam nossas propriedades instintivas.

Separamos, a seguir, algumas formas de ativar os chakras para contribuir com o aumento do seu bem-estar. Acompanhe! 

Base

Também chamado de chakra raiz ou muladhara, ele se localiza na base da coluna vertebral. É representado pelo elemento terra, pela cor vermelha e pela pedra turmalina negra. Está ligado a questões de sobrevivência, envolvendo, assim, as financeiras e as físicas, como alimentação e vida sexual.

Quando há desequilíbrio, a pessoa pode sentir desconfiança, medo, nervosismo, materialismo e ganância. Já o equilíbrio promove capacidade de lutar pelos nossos ideais e oferece sensação de segurança. É possível ativar o chakra base:

  • pela alimentação: aipim, batata-doce e cenoura;
  • por atividades: ligadas à terra e à jardinagem, como andar descalço na grama e plantar na horta. Outra ideia é visualizar uma flor vermelha fechada e, depois, energias saindo dela. enquanto as pétalas se abrem;
  • por meditação: colocar as mãos sobre ele e entoar o mantra LAM três, nove, 27 ou 108 vezes.

Sacro

Também chamado de sexual ou swadhisthana, localiza-se acima da púbis e embaixo do umbigo. É representado pelo elemento água, pela cor laranja e pela pedra jaspe vermelho. Está ligado a sentimentos, sexualidade e criatividade.

Em desequilíbrio, causa dificuldade de estabelecer laços, egoísmo, sensibilidade extrema, hiperssexualidade e depressão. Já o equilíbrio leva à facilidade na manifestação criativa, qualidade nos sentimentos, no amor e no sexo. É possível ativar o chakra sacro:

  • pela alimentação: água pura, salmão, gergelim e sementes de abóbora;
  • por atividades: sentar-se em frente a uma fonte que tenha o barulho de água caindo e concentrar-se enquanto a contempla. Colorir desenhos ou brincar com crianças;
  • por meditação: colocar as mãos sobre ele e entoar o mantra VAM três, nove, 27 ou 108 vezes.

Plexo solar

Conhecido pelos nomes de chakra umbilical ou manipura, fica na região do estômago. É representado pelo elemento fogo, pela cor amarela e pela pedra citrino. Está ligado ao corpo mental, a emoções densas (ansiedade, angústia, raiva e medo) e à autoestima.

O desequilíbrio pode levar à falta de confiança em si mesmo e a complicações gastrointestinais. É possível ativar o chakra plexo solar:

Powered by Rock Convert
  • pela alimentação: abacaxi, milho e grão-de-bico;
  • por atividades: tomar um banho de sol nos horários mais seguros. Observar o fogo;
  • por meditação: colocar as mãos sobre ele e entoar o mantra RAM três, nove, 27 ou 108 vezes.

Cardíaco

Também conhecido como chakra do coração ou anahata, fica no centro do peito. Representa o corpo astral e está associado à compaixão e ao sistema imune. É representado pela cor verde, pelo elemento ar e pela pedra quartzo verde.

O desequilíbrio pode levar a depressão, angústia e taquicardia. Em equilíbrio, promove segurança, sabedoria e estabilidade. É possível ativar o chakra cardíaco:

  • pela alimentação: spirulina, manjericão e espinafre;
  • por atividades: estar em contato com a natureza, como a mata. Ter um “diário da gratidão” e anotar o motivo de se sentir grato;
  • por meditação: colocar as mãos sobre ele e entoar o mantra YAM três, nove, 27 ou 108 vezes.

Laríngeo

Conhecido como chakra da garganta ou vishuddha, fica no pescoço. Está ligado às glândulas tireoides, à comunicação e à autenticidade. É representado pela cor azul celeste, pelo elemento éter e pela pedra quartzo azul.

O desequilíbrio dificulta a tomada de decisões, causa dores no pescoço e na garganta ou aumenta o comportamento de falar demais sem pensar. Já o equilíbrio promove facilidade para se expressar e bom discernimento. É possível ativar o chakra laríngeo:

  • pela alimentação: mirtilo, amora, pêssego, pera e maçã;
  • por atividades: sentar-se em um local silencioso e sentir o aroma de incensos suaves, como o de flor de jasmim;
  • por meditação: colocar as mãos sobre ele e entoar o mantra HAM três, nove, 27 ou 108 vezes.

Frontal

Conhecido como chakra do terceiro olho ou ajna, fica localizado na testa, entre as sobrancelhas. É representado pela cor azul índigo, por todos os elementos e pela pedra sodalita. Está ligado à intuição, à imaginação e à sabedoria.

O desequilíbrio provoca falta de foco, sinusite, confusão mental, hiper imaginação e alucinações. O equilíbrio aumenta a capacidade intuitiva. É possível ativar o chakra frontal:

  • pela alimentação: framboesa, jabuticaba, mirtilo, uva roxa, salmão, linhaça, nozes e sardinha;
  • por atividades: observar o nascer ou o por do sol;
  • por meditação: colocar as mãos sobre ele e entoar o mantra OM três, nove, 27 ou 108 vezes.

Coronário

Ele é o principal dos chakras, conhecido como sahasrara, fica no topo da cabeça. É representado pela cor violeta, por todos os elementos e pela pedra ametista. Está ligado ao cérebro, à consciência, à produção de serotonina, à beleza interior e à espiritualidade.

O desequilíbrio provoca problemas neurológicos, fobias e tendências suicidas. É possível ativar o chakra coronário:

  • pela alimentação: cacau e banana;
  • por atividades: fazer um serviço de caridade. Refletir sobre os aprendizados obtidos diante de situações desafiadoras;
  • por meditação: colocar as mãos sobre ele e entoar o mantra AUM três, nove, 27 ou 108 vezes. Contudo, atenção com relação a essa energia. Não medite sobre ela se o chakra básico não estiver em ordem.

Por fim, não se esqueça de que ao buscar maneiras de como ativar os chakras, não adianta muito realizar tais ações pontuais, se não mantiver os hábitos saudáveis e a espiritualidade em dia. Todas essas práticas também influenciam na saúde das energias.

Aproveitando esse nosso assunto referente a equilíbrio, que tal conferir, também, o artigo sobre a meditação indiana? É só clicar no link!

Você também pode gostar

2 thoughts on “Você sabe como ativar os chakras? Aprenda aqui!

Deixe um comentário