Cannot GET /api/stage
'; rockAnalyticsScript_V2.setAttributeNode(website); var host = document.createAttribute('data-host-url'); host.value = 'https://apidev.analytics.rockcontent.com'; rockAnalyticsScript_V2.setAttributeNode(host); document.body.appendChild(rockAnalyticsScript_V2); } });

Os mantras no Yoga: do OM ao Ho’oponopono

6 minutos para ler

A busca por um equilíbrio físico e mental tem tornado a prática de Yoga cada vez mais popular no mundo. Meditação, respiração, mantras… são elementos que compõem a prática dessa atividade. Hoje queremos focar nos mantras especificamente. Assim como na tradição indiana, os mantras no Yoga são uma espécie de guias para a postura, a respiração e os movimentos do corpo.

Neste momento você deve estar se perguntando: o que os mantras representam exatamente, já que existem tantos? E é exatamente isso que queremos te contar nessa leitura! Vem com a gente!

O que são os mantras

Uma combinação de sons repetidos formam os mantras, que têm como objetivo a concentração da mente, e a centralização da energia. Os sons podem ser formados por palavras monossílabas ou não, frases curtas e até longas.

A origem do mantra, no geral, é indiana e possui três definições que são aceitas pela cultura.

A primeira definição de mantra vem da tradição védica, onde ele aparece nos quatro Vedas: Rg, Sama, Yajur e Athārva. Cada um desses Vedas possuem quatro partes: Saṁhitās, Brahmāṇas, Āraṇyakas e Upaniṣads. Essas quatro partes estão conectadas com as fases da vida: brahmacarya (vida de estudo), gṛhasta (vida em família), vāṇaprastha (vida na floresta) e saṁnyāsa (vida de renunciante).

Cada uma dessas partes dos Vedas são compostas em verso ou em prosa, e todas são consideradas mantras, já que quando são usadas no canto védico há uma certa forma de pronúncia e respiração.

A segunda definição de mantra, também culturalmente aceita, defende que eles vieram de escritos em sânscrito como forma de louvar os diversos nomes e formas de Īśvara (a Inteligência Universal).

Já a terceira definição de mantra é a mais conhecida e popular! Para ela, os mantras são frases melódicas que indicam a busca da espiritualidade, a vontade de libertação, com foco em compreender as realidades da vida.

O uso dos mantras no Yoga e na meditação

Os mantras no Yoga foram adotados por grande parte dos praticantes devido ao poder de concentração e relaxamento que os sons promovem. Com a repetição dos mantras, as pessoas entram em um profundo estado de concentração, onde os sons externos ficam em segundo plano.

A intenção no uso dos mantras no Yoga é justamente como uma ferramenta para potencializar os benefícios que essa prática promove, que ganha cada vez mais espaço na rotina das pessoas que têm um ritmo agitado de vida.

Mas não é qualquer mantra que deva ser usado nessa prática. É importante escolher o som e a vibração mais adequada de acordo com o objetivo que você busca no Yoga. Existem sons específicos para a saúde, o bem-estar, o amor, a harmonia, o relaxamento e várias outras áreas.

Ao cantar os mantras é importante dedicar um tempo ao estudo do tom e a vibração de cada um para a sua meditação. Depois basta buscar um lugar confortável para entoar as palavras e praticar Yoga.

Quais são os mantras mais populares

OM: o mantra mais popular

Uma monossílaba simples: “Om”. Dentro dos Vedas, diz-se que este é o som que originou o mundo.

As vibrações no momento do canto são super importantes para alcançar o propósito do mantra. Ao pronunciar o “Om” deve-se ler “Aum”, onde o som do “a” representa a criação, o “u” a preservação e o “m” a destruição.

Em uma associação desse mantra à vida, faz perceber que vivemos em um ciclo, onde tudo nasce, cresce e morre.

Baba Nam Kevalam: mantra hindu

Esse mantra foi criado por um mestre tântrico conhecido como Srii Srii Anandamurti, e significa “tudo é expressão do amor divino”. Em uma outra tradução, pode significar “somente o nome Dele (o absoluto)”.

Separadamente “Baba” pode ser interpretado como “o precioso”, ou “bem amado”, “Nam” é a “manifestação ou vibração de algo”, e “Kevalam” significa “único”.

Nam myoho renge kyo: mantra budista

O monge budista Nitiren criou esse mantra no século XIII, com a intenção de purificar aqueles que têm más memórias e karmas.

“Nam”, como contamos na explicação do mantra anterior, significa “manifestação ou vibração de algo”, “Myo Ho” é como a “lei mística”, “rengue” significa “a lei da causa e efeito” e “Kyo” representa o “ensinamento de Buda”.

Esse mantra fala sobre a devoção ao Sutra de Lótus, que ensina que todas as pessoas podem atingir o estado de Buda, ou a iluminação.

Om mani padme hum: mantra budista

Apesar da origem indiana, este é um dos mantras mais famosos do budismo, que se popularizou no Tibete. Ele é associado ao deus Shadakshari, uma das formas de Avalokiteshvara (que representa a suprema compaixão de todos os Budas).

Seis sílabas formam o mantra:

  • Om: fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos deuses (purificação do orgulho);
  • Ma: fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos deuses guerreiros (purificação da inveja);
  • Ni: fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino humano (purificação do desejo);
  • Pad: fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino animal (purificação da ignorância);
  • Me: fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos fantasmas famintos (purificação da ganância);
  • Hum fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino do inferno (purificação do ódio).

Gāyatrī Mantra: mantra hindu

Dedicado à deusa Gayatri (a mãe dos Vedas), este é um dos mais venerados mantras do Hinduísmo. Trata-se de uma meditação simples, que visa trazer a prosperidade, abrindo as portas da mente. O foco dos versos é na luz espiritual, que ilumina a mente e por consequência as atitudes de quem o recita. É um mantra que auxilia pessoas cansadas e estressadas a terem mais clareza.

O mantra Gāyatrī ativa os chakras da garganta e da coroa, e nos ensina que devemos pedir sabedoria e direção para Deus, para assim superarmos todas as barreiras da vida.

Ho’oponopono: mantra havaiano

Sinto muito, me perdoa, te amo, sou grato (a). Este é o Ho’oponopono, um mantra havaiano para a cura. Seu objetivo é eliminar karmas negativos que carregamos ao longo desta vida e outras passadas.

A intenção é repetir a frase inicial deste tópico quando nos deparamos com algum sofrimento, ou situação de dor. “Ho’oponopono”quer dizer “reparar ou corrigir um erro”, palavras que purificam o coração e os sentimentos de mágoa.

Gostou deste conteúdo? A Casa da Índia te ajuda a dar os primeiros passos na sua prática de Yoga, é só clicar aqui, para conhecer os itens disponíveis em nossa loja virtual para os seus exercícios.

Você também pode gostar

Deixe um comentário